sexta-feira, 11 de março de 2011

in par

paro em pares de olhos que passam nos meus. colo em corpos celestes o brilho que colho dos pares de olhos que param os meus. param meus olhos e corpo os pares de pernas que ainda se movem enquanto eu me recolho. reuno em movimento e brilho as pernas que se fazem mãos, as mãos que se movem bocas e as bocas que se abrem peitos se meu próprio peito recolhe inteiros o que eu experimento partes. parte de mim meu par de olhos, orbita o movimento e brilho de outros corpos. não habitam a minha boca os meus olhos, não habita em minhas mãos o meu peito. espreito, espero, desligo desejos. deslizo desejos. desejo pares de olhos, passos de pernas, posse de corpos, passes de mágica. magia de peito é fazer de parte, um inteiro. amalgama de parte não é inteiro, é parte. mal de alma é ser tudo. sorte do meu peito é caber um mundo. sorte do mundo é que eu não caibo em mim.


cabe num ser imenso quase
tudo, exceto o vazio


4 comentários:

Karine Rodrigues disse...

Prima, ta lindo. Adorei.Beijos!

Rα i sα ~ disse...

Gracias (:

Joana Falcão disse...

Preciso dizer o que achei??
Esse vai como mais uma Homenagem de J.F pro "Se ela quer voar"
Te amo!! beijoss

Elton Rosa disse...

O Deusa Menina ainda vive?

isso que é uma blogueira de verdade! A maioria dos "blogueiros" não sobrevivem nesse mar de informações chamado internet por mais de um ano!

e o mais legal, continua com o mesmo texto ritmado de sempre :D

sumi, não! Vc que não aparece mais em Cruz! Mas no São João todo mundo junto! Firme e forte! \o/

Lilith

Minha foto
25 anos de sol em leão. queria voltar ao tempo em que era cool escrever letra de música no perfil / cozinha, escreve, pratica boxe e é jornalista nas horas vagas / acha que "transtornada" é um nome muito bacana para quem tem TDAH, eu tenho.