terça-feira, 28 de junho de 2011

pra mim... não tão meu
um último... pela milésima vez:




... uma angustia cinza

uma tristeza monocromática.
este céu nublado, tão pesado
a vida correndo em preto e branco
na contramão, tanta fumaça
meu pulmão fraco.
a camisa desbotada, o coração rasgado.
Teus olhos, teus olhos
sempre os teus olhos
flecham a minha essência
e a escuridão da minha alma,
no instante derradeiro, se desfaz e
se ilumina e se transforma em arco-íris
no fim de tarde ...


saudade... e o amor de sempre.

Um comentário:

Irina Cunha disse...

Gosto das suas postagens!Seus textos são bons! xD

Lilith

Minha foto
25 anos de sol em leão. queria voltar ao tempo em que era cool escrever letra de música no perfil / cozinha, escreve, pratica boxe e é jornalista nas horas vagas / acha que "transtornada" é um nome muito bacana para quem tem TDAH, eu tenho.